Também no ano passado, o Brasil registrou o primeiro lugar no ranking mundial em fator de capacidade (relação entre produção efetiva e capacidade instalada) de geração eólica, com 38%.  O País ainda manteve a quarta posição no ranking mundial de potência instalada. Os dados são do Boletim de Energia Eólica Brasil e Mundo – Base 2015, produzido pelo Ministério e Minas e Energia (MME).

Confira nos slides os grandes números que mostram a força dessa fonte limpa e renovável em nosso país.

Compartilhe