A geração efetiva de energia por fonte eólica em operação comercial no Brasil totalizou 21.351 megawatts médios entre os meses de janeiro e julho de 2017.  O resultado representa um crescimento de 24,26% quando comparado com o mesmo período registrado no ano passado, quando a produção de energia eólica registrou 17.182 megawatts médios.

A geração de energia pela fonte eólica vem batendo recorde ano após ano no Brasil. Em 2010, a geração energia eólica girava em torno de 1.376 megawatts (MW) médios e ocupava 0,23% da matriz elétrica nacional. Em 2016 a geração de energia pela força dos ventos saltou para 44.353 MW médios, aumentando para 6% a sua fatia de participação na matriz energética brasileira.

As informações fazem parte do resultado de um levantamento realizado pelo colaborador do CERNE (Centro de Estratégia em Recursos Naturais e Energia) e professor da UFRN, João Agra, com dados consolidados no último relatório da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) divulgado em agosto.

“Desde a inserção da fonte na matriz elétrica nacional, no ano de 2009, e sua evolução quanto ao número de parques construídos e capacidade instalada em operação comercial, as eólicas estão se tornando uma fonte cada vez mais relevante nos indicadores de geração de energia”, destacou João Agra.

No Site do Portal Leonardo Energy, você encontrará dois documentos interessantes, para download gratuito: O Uso de Cabos Verticais na Geração de Energia Eólica e a Regulamentação sobre Técnicas de Conexão de Eólicas e Fotovoltaico.

Fonte: cerne.org.br

 

Compartilhe