O Procobre (Instituto Brasileiro do Cobre) e a WEG Equipamentos Elétricos acabam de reunir em um site – http://www.troqueseumotor.com.br – as informações de todas as concessionárias distribuidoras de energia que continuam com edital aberto para as empresas se beneficiarem com bônus, em dinheiro, para a troca de motores.

O bônus, em dinheiro, para aquisição de motores pode chegar a 40 % do valor do bem. Site lançado pelo Procobre em parceria com a WEG compila todas as informações sobre o benefício. O Procobre (Instituto Brasileiro do Cobre) e a WEG Equipamentos Elétricos acabam de reunir em um site – http://www.troqueseumotor.com.br – as informações de todas as concessionárias distribuidoras de energia que continuam com edital aberto para as empresas se beneficiarem com bônus, em dinheiro, para a troca de motores. Nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, a concessão do benefício se dá através da aquisição de um motor novo de alta eficiência para substituir um motor usado, de baixo rendimento e pode chegar a 40 % do valor do equipamento. Nos estados do Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina, o edital aguarda liberação e no Rio Grande do Norte, Pernambuco e Bahia as inscrições para as empresas já foram encerradas.

O programa de benefícios é bastante simplificado, exigindo apenas que a empresa interessada entre em contato com a distribuidora de energia e realize a inscrição dos motores que serão substituídos. Após aprovação da concessionária, a empresa adquire o motor novo, de alta eficiência, e envia o motor usado para algum ponto de descarte indicado pela distribuidora. Realizada a troca, a distribuidora repassa até 40 % do valor de aquisição dos motores para a empresa adquirente. “O percentual de bonificação depende de cada distribuidora e das características dos motores a serem adquiridos”, esclarece Glycon Garcia, diretor executivo do Procobre.

Segundo Garcia, essa é uma forma de a empresa atualizar os equipamentos, reduzindo drasticamente o investimento necessário. “No cenário atual, é uma maneira de a empresa renovar os motores, a um custo baixo, e ainda reduzir a conta de consumo de energia.” Os motores de alto rendimento requerem menor demanda de eletricidade para funcionamento.

Uma regra comum a todas às concessionárias é a admissão do bônus para a troca de motores fabricados até 2009. Isso porque naquele ano foi introduzida lei proibindo a fabricação de motores com baixo nível de eficiência. O bônus só é válido para motores em operação. Outras restrições ficam a cargo de cada uma das distribuidoras participantes.

Nem todas as distribuidoras do País aderiram ao projeto, que foi uma iniciativa da Aneel. Empresas que perderam o prazo de inscrição junto à distribuidora ou que não tiveram como aderir ao programa porque a concessionária da localidade não apresentou projeto junto à Aneel podem se manifestar pelo site do Troque seu Motor, para que a demanda seja registrada e repassada às distribuidoras.  

Fonte: Procobre

Compartilhe