Quanto melhor a empresa gerenciar seus ativos e analisar os riscos, mais vantagens terá no cenário atual. As perspectivas para os mercados de energia em todo o mundo estão em constante evolução e apresentam diferentes estágios de desenvolvimento.
O que todo país tem em comum é a crescente demanda por energia e os ativos necessários para suprir o seu fornecimento.
Através dos ativos de energia, circula toda a economia de um país. Pois a energia elétrica move a indústria, onde se concentra a maioria dos motores elétricos e garante o conforto necessário para a vida da população. Desta maneira, as consequências de uma má gestão de tais ativos são sempre de grande alcance: como o déficit de energia elétrica que é capaz de acarretar quebra de economias e sufocar os negócios de uma nação.
As empresas do setor elétrico são consideradas “ativo-intensivas”, isso significa que seu desempenho é sustentado pela boa ou má gestão de seus ativos. Assim, quanto melhor a empresa gerenciar seus ativos, mais vantagens terá no cenário atual.
Para informar um pouco mais sobre isso, o Procobre Brasil lançou um folheto que trata o assunto, mostrando como otimizar o uso dos ativos e gerenciar os riscos de uma empresa, o que pode ser a diferença entre obter um ótimo desempenho técnico-financeiro ou perder diferenciais competitivos.
Lista de arquivos (clique no(s) link(s) abaixo para ver o(s) documento(s))
Doc. 2-ga-tr Gestao de Ativos-oportunidades e desafios para o setor elétrico.pdf
Tamanho2.79 MB
Criado em07/07/2015
Atualizado em11/12/2015

Tags:

  analisar os riscos     ativos     desempenho     gestão de ativos     motores elétricos     riscos  
Faça o Download